• Bewell Portugal

Reeducação alimentar em ambiente de trabalho: é possível?


É urgente uma reeducação alimentar. Porque não começar pelas empresas?


Cerca de 1 milhão de pessoas adultas  sofre de diabetes em Portugal.  Os erros nutricionais são cada vez mais frequentes na alimentação diária, o que provoca transtornos na saúde. Obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares, são muitas vezes  provocados por uma nutrição desequilibrada. 


As empresas são o local ideal para se promover ações de alimentação saudável ou reeducação alimentar potenciando a saúde e a produtividade do colaborador


O conhecimento adquirido no ambiente de trabalho é transformador e faz com que as pessoas coloquem em prática os hábitos fora da empresa, tornando-os parte da sua vida.  


Afinal passamos boa parte do nosso tempo a trabalhar e grande parte da nossa alimentação é feita durante o horário de trabalho.


AFINAL, O QUE É A REEDUCAÇÃO ALIMENTAR?​


A reeducação alimentar parte do princípio que o indivíduo foi educado, ao longo da vida, com hábitos alimentares diversos e não necessariamente adequados.


Os hábitos e preferências alimentares são formados ainda na gestação, após o nascimento vão-se consolidando. O ambiente influencia muito a formação e a aquisição de hábitos alimentares e em geral, as pessoas alimentam-se mal.


Uma reeducação alimentar não se trata de uma simples consulta, é um processo completo e transformador que modifica a forma como se alimenta, a relação com os alimentos e a escolha dos mesmos.

COMO PROMOVER A REEDUCAÇÃO ALIMENTAR NA EMPRESA?


A reeducação alimentar é de fácil aplicação em ambiente corporativo. Afinal, os colaboradores já estão ali, é um assunto que gera interesse e normalmente as ações têm grande envolvimento.


A primeira etapa, normalmente, consiste no diagnóstico nutricional dos colaboradores. É feita uma análise nutricional completa e individual, avaliando fatores como:

  • Peso e Altura;

  • %  de gordura e %  massa muscular;

  • Índice de Massa Corporal (IMC);

  • Ingestão alimentar;

  • Presença de doenças crónicas;

  • etc.


Após o diagnóstico, dá-se as orientações de acordo com as necessidades do colaborador, a partir dos conceitos de grupos alimentares: energéticos (carboidratos), construtores (proteínas), reguladores (frutas e verduras) e energéticos extras (óleos, gorduras e açúcares) para consciencializar o colaborador e ajudá-lo a fazer as adaptações necessárias na alimentação.



Posteriormente, uma vez por mês, haverá um novo encontro e novas orientações serão passadas, segundo os grupos alimentares.


Geralmente, o  processo dura cerca de 6 meses, assim o colaborador passa por um trabalho intenso e construtivo para aprender mais sobre alimentação e obter o apoio necessário para modificar os seus hábitos alimentares.


Paralelamente devem ser promovidas atividades coletivas,como palestras, intervenções temáticas ou cursos de receitas fáceis e saudáveis. Estas atividades promovem o envolvimento de toda a equipa gerando interação entre elas.

Alguns temas que podem ser trabalhados no processo de reeducação alimentar:

  • Importância de uma alimentação saudável;

  • A arte da marmita

  • Alimentação e doenças crónicas;

  • Perigos do açúcar;

  • Como dividir as refeições durante o dia;

  • Perigos dos jejuns prolongados;

  • Alimentação e cognição: alimentos importantes para memória, raciocino e concentração;

  • Alimentação como forma de prevenção de doenças e aumento do sistema imunológico;

  • Como se alimentar bem fora de casa;

  • Alimentação saudável com baixos custos;

  • Como se alimentar bem no trabalho.


Os temas relacionados com alimentação são abrangentes e variados e podem ser trabalhados de forma lúdica e interessante, através de dinâmicas, palestras interativas, jogos, entre outros.


QUAIS SÃO AS VANTAGENS PARA O COLABORADOR?


As pessoas de uma forma geral alimentam-se mal e isso impacta diretamente na qualidade do sono, níveis de atenção e foco, irritabilidade, disposição para realizar tarefas diárias, entre outras coisas.


A reeducação alimentar promove a adoção de hábitos alimentares saudáveis que impactam diretamente na saúde e bem-estar dos colaboradores contribuindo para o aumento de produtividade durante a jornada de trabalho.

E PARA A EMPRESA?


A promoção de uma reeducação alimentar corporativa é extremamente interessante, pois ao ser feita coletivamente os colaboradores ajudam-se e motivam-se uns aos outros para passarem os desafios. Isso facilita a adesão ao programa, traz motivação, maior ânimo e  disposição dos colaboradores, e promove a integração da equipa. 


Aumenta também a concentração, o raciocínio e a memória, assim como combate o stress, melhorando a produtividade do colaborador. Ao fortalecer a saúde reduz igualmente as doenças e os períodos de baixa médica.

 

Portanto, o trabalho de reeducação alimentar é a melhor forma de prevenir doenças e, desta forma, também é possível alcançar a diminuição da sinistralidade dos planos de saúde, reduzindo custos para a empresa.


Se  aliar a alimentação saudável à implementação de ações de promoção da atividade física, como parcerias com ginásios, grupos de corrida, entre outras, trabalha de forma integrada o combate ao sedentarismo potencializando os resultados.


Faça diferente e potencialize a saúde e bem-estar dos seus colaboradores. Fale Connosco.



Topo

Contactos

Av. Bombeiros - Caramão da Ajuda -Restelo, Lisboa, Portugal

Móv  (+351)  914 64 77 90

virnamartins@bewell.pt

SOCIALIZE Conosco

  • LinkedIn Bewell
  • Facebook Bewell