• Bewell Portugal

Como vender um programa Wellness ao seu CEO

Já pensou escrever-lhe? Eis alguma argumentação que pode ajudar a “vender” um programa de Wellness ao seu CEO.


Para implementar um programa de saúde e bem estar na sua empresa existe um fator que não é apenas essencial, é critico: convencer o CEO a implementar e se possível a liderar o programa. 



Caro(a) CEO,


Hoje em dia, é "claro como água" que a conjugação de talento e uma visão clara é indispensável para vencer num mercado competitivo.  Mas existem empresas que podem estar um passo à frente, investindo no talento, retendo e motivando os colaboradores para contribuir e executar a sua visão.  


Sabemos que é uma pessoa ocupada com as 1001 atividades da nossa empresa, mas queremos sugerir-lhe que implemente um programa de Saúde e Bem-Estar na nossa empresa. Para tal preparamos alguns pontos que o podem ajudar a tomar esta importante decisão e para que saiba o que esperar.


A julgar pelo MBA exposto na parede, números é algo que é importante para si. Aqui estão alguns números úteis, que o podem clarificar, no que diz respeito a Wellness Empresarial. 


“ De acordo com Quantum Workplace report as empresas com programas de saúde e bem estar experimentam um aumento de 8% na produtividade dos colaboradores e 18% mais propensos a fazerem esforços extras. 45% dos colaboradores concordam que a existência de um programa wellness na sua empresa o levaria a permanecer na empresa no próximo ano, segundo o estudo Well-Being Index: American Workers 2013 "


INTERESSADO? BOA! AQUI ESTÁ UM POUCO MAIS.


“ Empresas com programas de saúde e Bem Estar, para além de serem mais produtivos têm um retorno acionista 28% mais elevados  segundo o relatório National Business Group on Health “


Você sabe que o bem estar dos colaboradores é importante, afinal de contas é o CEO. Então aqui está como nós podemos começar a construir um programa Wellness que funcione.


1. VISÃO​ EMPRESARIAL


A implementação de um plano de wellness empresarial começa com a sua visão. Como tal, uma declaração definindo o que uma organização saudável significa para os nossos colaboradores, acionistas e outros stakeholders, é um bom começo para a elaboração de um programa com foco e objetivos. Se queremos ser uma empresa que atrai talento, temos de colocar a saúde em primeiro lugar, e o primeiro passo para colocar a saúde em primeiro lugar é uma visão convincente.


2. ALOCAR OS RECURSOS CERTOS​


Liderança, juntamente com uma visão clara, são apenas os primeiros passos. Precisamos de si para alocar os recursos certos na execução da sua visão. Por recursos, queremos dizer pessoas e dinheiro. Vai ser necessário alguém que implemente e execute o programa Wellness. 


O programa infelizmente não é grátis, por isso vamos ter que alocar algum investimento. Quer se trate de um programa virtual ( app ) ou atividades in loco, o preço vai variar, mas vamos assumir entre 50 € e 100€ (ano).  Mais barato do que isso e não vamos ser eficazes. Poderá ser mais caro mas vai demorar mais tempo a obter um ROI atrativo. Seja como for, vamos deixar que analise os números e determine o orçamento. Afinal de contas é o CEO. 


Vamos precisar de espaço físico para acolher esta iniciativa. Desde as Chair Massage (sim, por favor!), aulas de Gestão de Stress, Ginástica Laboral ou Alimentação Saudável, vamos precisar de um lugar para fazer acontecer. Por último, e este é um dos aspetos mais negligenciados é necessário ter em consideração quanto tempo deseja que cada colaborador aloque à iniciativa. Como sabe tempo é dinheiro, por isso alertamos para este ponto na equação.


3. DAR O EXEMPLO


Já deve estar a pensar que o trabalho já está feito mas está apenas a começar. Liderar uma empresa saudável, logo mais sustentável, depende do seu exemplo. É isso mesmo, precisamos de si e que venha trabalhar em calções de ciclismo todos os dias. E certifique-se de trazer o seu tapete de yoga. ( estamos a brincar ... ) Mas, falando a sério, a única forma de ter uma implementação efetiva é não só ser o sponsor principal, mas efetivamente apoiar um local saudável para se trabalhar. Os efeitos são gigantescos. Mais alguns dados:


"Empresas que implementam estes programas ganham em serviço, lealdade dos consumidores, vendas, qualidade, retenção de talentos, faturação, lucro e retorno aos acionistas " Kevin Kruse – Employee Engagement Research (Master List of 32 Findings)"


4. É UM ESFORÇO DA EQUIPA


Este é um grande passo, reconhecemos isso. Os custos, o programa, o espaço, encontrar o parceiro certo …. não é fácil ( quer dizer, temos a Bewell Portugal) . Mas os resultados são enormes. As pessoas hoje querem trabalhar numa empresa que valoriza as pessoas como seres humanos e não apenas como empregados.  

Programas de saúde e bem estar nas empresas são realmente eficazes em aumentar os níveis de motivação e felicidade nas empresas. O ROI existe. O resultado? Colaboradores mais saudáveis, equipas mais motivadas e resilientes, empresas mais felizes e com melhores resultados.


A boa notícia é que não está sozinho. Os recursos humanos podem ajudar ou alguém da equipa de gestão pode igualmente ajudar. Nós podemos ajudar. Mas grandes ideias não valem muito, se não forem postas em ação.  A chave é alinhar todos no mesmo objetivo, dividir as responsabilidades e, em seguida coordenar para garantir que se atinge o objetivo.


VAMOS COMEÇAR ?

Esperemos que alguma desta argumentação possa servir para descobrir como vender um programa de saúde e bem estar ao seu CEO. 


Boa Sorte!  Se necessitar de apoio, basta contactar-nos.  




Topo

Contactos

Av. Bombeiros - Caramão da Ajuda -Restelo, Lisboa, Portugal

Móv  (+351)  914 64 77 90

virnamartins@bewell.pt

SOCIALIZE Conosco

  • LinkedIn Bewell
  • Facebook Bewell